Biodiversidade

A Copel possui ativos em diferentes regiões do país e, por este motivo, atua em diferentes biomas brasileiros, especialmente na Mata Atlântica, Cerrado, Amazônia e Caatinga. Desta forma, a minimização e compensação dos impactos oriundos de suas atividades envolve diferentes ecossistemas.

No âmbito das atividades da Copel, os impactos mais significativos sobre a biodiversidade são decorrentes da modificação dos ambientes onde ocorre a implantação e da operação de seus empreendimentos de geração, transmissão e distribuição de energia.

Devido a isso, os estudos ambientais realizados nas diversas etapas do licenciamento ambiental incluem a caracterização e o acompanhamento das modificações da fauna e flora na área onde o empreendimento será inserido, as quais muitas vezes consistem em áreas pouco exploradas cientificamente. A partir disso, são definidos programas e medidas ambientais que busquem evitar os impactos, diminuir a intensidade ou compensá-los

Considerando a megabiodiversidade brasileira, existe uma grande lacuna no conhecimento sobre espécies da fauna e da flora existentes no território nacional. Por esse motivo, em muitos casos esses estudos têm sido uma fonte importante de dados ao meio acadêmico e científico, contribuindo para relatar a ocorrência de novas espécies e informar sobre a distribuição de espécies pouco estudadas.

As ações da Copel em prol da biodiversidade incluem:

  • a proteção e/ou restauração de áreas destinadas à compensação das supressões vegetais necessárias à implantação de empreendimentos;
  • a restauração de Áreas de Preservação Permanente;
  • cuidados especiais com as espécies da fauna e da flora consideradas raras e ameaçadas, executando resgates e realocações de indivíduos quando necessário;
  • coleta e destinação de sementes para pesquisa e produção de mudas, de modo a garantir a manutenção da biodiversidade regional e a variabilidade genética das espécies endêmicas da flora, e
  • o monitoramento das comunidades faunísticas e florísticas para verificar possíveis impactos e compensá-los sempre que necessário.

É importante ressaltar que os empreendimentos de geração, transmissão e distribuição de energia também causam impactos positivos para a biodiversidade, os quais, geralmente são permanentes e conferem uma proteção maior aos ambientes naturais.

Para saber mais sobre como as atividades da Copel se relacionam com a Biodiversidade, navegue pelos itens relacionados ao tema ou acesse os Programas Ambientais da Copel.

0 ha
Projetos de compensações florestais
0 ha
Áreas de Preservação Permanente
0 ha
Áreas próprias destinadas à conservação ambiental
0 ha
Áreas constituídas como (ou em processo de se tornarem) Unidades de Conservação

Conheças as atuações da Copel
nos diferentes ecossistemas

Fauna

A Copel desenvolve diversas ações preventivas e minimizadoras de impactos sobre a fauna, por meio de estudos prévios e execução de programas ambientais, antes e após a implantação de seus empreendimentos, reduzindo os riscos negativos à biodiversidade e buscando uma gestão realmente sustentável em seus negócios.

Flora

A Copel prioriza a instalação de empreendimentos de geração, transmissão e distribuição em áreas antropizadas e utiliza técnicas construtivas de baixa interferência na vegetação, no sentido de prevenir e mitigar os impactos em todas as etapas de planejamento, implantação e operação.

Serviços
Ecossistêmicos

Os serviços ecossistêmicos são definidos como as contribuições diretas e indiretas dos ecossistemas à economia e ao bem estar da humanidade.

Áreas
Protegidas

A Copel reconhece e valoriza a importância da biodiversidade para a manutenção do equilíbrio ambiental e, sobretudo, da vida.