A Biodiversidade e a Geração e Transmissão de Energia

UHE Salto Segredo

Periodicamente, a Copel GeT realiza uma avaliação das suas áreas operacionais em relação à biodiversidade. Na mais recente atualização foram analisadas as localizações de todas as Usinas Hidrelétricas, das Linhas de Transmissão e de 5 Complexos Eólicos da Companhia em relação à lista de todas as categorias de Unidades de Conservação brasileiras cadastradas nas bases oficiais, bem como das Áreas Prioritárias e para a Conservação da Biodiversidade (APCBs) determinadas pelo Ministério de Meio Ambiente. Assim a Copel GeT avaliou quase 220.000 ha em relação à sua proximidade com áreas críticas para a conservação da biodiversidade em todo o território nacional.

A Companhia possui 20 usinas hidrelétricas localizadas no Estado do Paraná e de Mato Grosso que foram contempladas nessa análise, totalizando entre área de reservatório, imóveis adquiridos e área de preservação permanente mais de 197.000 ha. A Copel GeT também participa da sociedade de diversos complexos eólicos, localizados no Estado do Rio Grande do Norte, sendo que os analisados totalizaram mais de 8.000 ha de áreas operacionais. Além disso, a Companhia analisou mais de 14.300 ha de faixas de servidão de 60 linhas de transmissão, que se localizam prioritariamente no Estado do Paraná.

Os empreendimentos implantados pela Copel GeT foram alvo de licenciamento ambiental, sendo conduzidos diversos programas com o objetivo de avaliar o impacto sobre a biodiversidade e propor ações para evitar, minimizar, mitigar ou compensar os impactos negativos, e potencializar os impactos positivos.

Além disso, desde 2018 a Copel GeT estruturou a gestão de diversos subprogramas ambientais na forma de Planos de Gerenciamentos, destinados especificamente para os empreendimentos em operação, contemplando as ações que devem ser realizadas pela Companhia para a manutenção da qualidade ambiental das suas áreas operacionais e voltados a orientar as ações de manejo de meio físico, fauna e flora presentes em todas as suas unidades.

Considerando os Planos de Gerenciamento de Subprogramas que a Copel GeT possui, bem como os programas ambientais estruturados de monitoramento de fauna, mapeamento de APPs, e a relação das unidades com os Serviços Ecossistêmicos prioritários, a Companhia possui ações bastante consolidadas na parte mais expressiva de seus empreendimentos e já identificou as oportunidades de melhoria a serem implementadas nos próximos anos de modo a abranger todas as suas unidades.

¹ Todos os empreendimentos da Copel GeT são alvo de licenciamento ambiental sendo contemplados por análises específicas e direcionadas em relação à biodiversidade local. Os números aqui apresentados referem-se à verificação periódica que a empresa realiza adicionalmente, verificando as bases de dados oficiais em relação a Unidades de Conservação de Proteção Integral (que equivalem às categorias I a IV das áreas protegidas da IUCN) e Uso Sustentável e Áreas Prioritárias para a Conservação da Biodiversidade (APCBs), para todos os seus empreendimentos, mesmo os que se encontram em operação há décadas.

² Para a análise de áreas nas proximidades ou interior de áreas relevantes para a biodiversidade é importante considerar que na análise realizada não foram expurgadas as áreas onde houve sobreposição de áreas protegidas, ou seja, a área do empreendimento analisado pode atingir Unidades de Conservação (UCs) de categorias distintas que se sobrepõem entre si e entre APCBs. Por essa razão, no caso das Linhas de Transmissão, o total de área nas proximidades ou interior de áreas relevantes para a biodiversidade é superior ao total das Áreas de Faixa de Servidão. Nas próximas revisões, pretende-se refinar a análise, eliminando as áreas sobrepostas e permitindo identificação por categoria de UC.

³ O valor apresentado contempla área de reservatório, imóveis adquiridos e área de preservação permanente, sendo que deste montante, mais de 22.000 ha são mantidos pela Copel GeT e destinados exclusivamente à conservação da biodiversidade

4 A presente análise foi realizada com foco em 20 usinas hidrelétricas, faixa de 60 linhas de transmissão e 5 complexos eólicos conforme levantamento realizado no referido ano. A próxima revisão contemplará o refinamento das informações e incluirá todos os empreendimentos da Copel GeT, ampliando a base de dados em relação às áreas relevantes para a conservação da biodiversidade.