new window.VLibras.Widget('https://vlibras.gov.br/app');

A+

A-

Educação Corporativa

A Copel possui como estratégia de gestão de pessoas incentivar e promover a educação e o desenvolvimento dos empregados, contando com corpo profissional qualificado e permitindo que todos exerçam seu potencial em ambiente propício ao desenvolvimento de suas habilidades e à evolução em sua carreira. 

A Companhia promove diversas ações de educação, desde treinamentos básicos até cursos de pós-graduação e desenvolvimento de pesquisa. Essas ações são organizadas em: programas corporativos, treinamentos para formação (destinados à capacitação básica para o exercício da função), treinamentos obrigatórios (cursos destinados a atividades específicas), treinamentos para aperfeiçoamento profissional, eventos (seminários, palestras, workshops, congressos etc.) e projetos de pesquisa e desenvolvimento. 

Insumos de Treinamento e Desenvolvimento

As necessidades de capacitação dos empregados da Copel são identificadas de diferentes formas:  resultados das avaliações de desempenho em relação às competências necessárias, implantação de novas tecnologias ou metodologias e, especialmente, necessidades vindas da estratégia corporativa. 

Para cada, situação são avaliadas formas de atendimento com base no público, prazo, orçamento e impacto na organização. Os investimentos da Copel em treinamento e desenvolvimento profissional e pessoal, discriminados em horas, valores, tipo de curso, categoria funcional e gênero dos empregados, podem ser consultados nos relatórios anuais da Companhia.

Programas de Desenvolvimento Profissional e Pessoal

A Copel valoriza intensamente a educação continuada e o desenvolvimento pessoal e profissional de seus empregados, tendo como um de seus objetivos estratégicos “Preparar as pessoas com as competências necessárias para os novos desafios”.  

Para isso, a Companhia investe no desenvolvimento do seu quadro profissional e incentiva constantemente o autodesenvolvimento de todos, por meio de programas e iniciativas de educação corporativa. 

O desenvolvimento profissional na Copel é orientado pela gestão de competências, determinada pela identificação das necessidades de treinamento e capacitação do quadro de empregados. Além das ações corporativas, cada diretoria tem autonomia para desenvolver ações específicas de desenvolvimento de acordo com as estratégias dos seus negócios.  

As ações de desenvolvimento estão organizadas da seguinte forma:

  • treinamentos para formação, destinados à capacitação básica para o exercício da função; 
  • treinamentos obrigatórios, destinados a atividades específicas; 
  • treinamentos para aperfeiçoamento profissional; 
  • eventos como seminários, palestras, workshops, congressos etc.; 
  • projetos de pesquisa e desenvolvimento; 
  • programas de desenvolvimento, com temas e públicos específicos.
Integridade

Além disso, a Copel tem em sua Política de Gestão de Pessoas, a diretriz  de  “Promover ações de capacitação das lideranças e empregados, buscando o aprimoramento de suas habilidades e competências para a obtenção de níveis de excelência de desempenho, bem como incentivar o protagonismo na busca do autodesenvolvimento.” 

Assim, com o objetivo de promover um ambiente que incentive o autodesenvolvimento, a Companhia disponibiliza os seguintes benefícios aos seus empregados: 

  • Auxílio-Educação – visa contribuir para o crescimento e desenvolvimento dos empregados, estimulando o autodesenvolvimento como forma de melhorar a performance da Companhia. A Copel realiza o reembolso parcial das mensalidades de cursos de profissionalização pós-médio, curso de nível superior ou curso de pós-graduação, de acordo com regras estabelecidas em normativa interna e acordo coletivo de trabalho.
  • Chamadas Públicas – parcerias com instituições educacionais que tenham interesse em conceder benefícios aos empregados, alguns dos quais se estendem aos dependentes.
  • Trilhas de Aprendizagem – metodologia de aprendizagem dinâmica, participativa e ágil, para compartilhar o conhecimento e contribuir com o autodesenvolvimento dos profissionais. Atualmente são mais de 10 trilhas de aprendizagem disponíveis, que trazem temas como: Planejamento Estratégico, Gestão de Contratos, Gerenciamento de Projetos, Saúde Psicoemocional, entre outros.
  • Comunidade Compartilhando Energia – espaço disponível na plataforma Office 365 (Yammer) para compartilhamento de conhecimento entre os empregados. Seu objetivo é contribuir para evolução do aprendizado de todos os empregados.

Programas de Desenvolvimento - Temas e Públicos Específicos

Programa de Capacitação em Segurança Cibernética

Seguindo o Planejamento Estratégico e a Política de Segurança da Informação da Copel – NPC 0301, a gestão da segurança cibernética na Companhia é tratada de maneira ampla e sistêmica. Seu início está no Planejamento Estratégico por meio da diretriz “Elevar continuamente os níveis de segurança cibernética”, definida de maneira conjunta entre a alta direção e os conselhos da companhia.  

Adicionalmente, seu desdobramento atinge os diversos níveis da Copel através de objetivos e metas para a Holding e todas as subsidiárias integrais. 

Em dezembro de 2021, a Copel contratou a KnowBe4, plataforma integrada para treinamento de conscientização em segurança da informação, combinada com ataques simulados de phishing, iniciando assim o Programa de Conscientização em Segurança da Informação, que tem como objetivo capacitar e conscientizar a força de trabalho para adotar comportamentos defensivos em segurança cibernética, visando:

  • Aumentar o nível de maturidade do programa de conscientização, com foco em mudança de comportamento dos usuários finais;  
  • Proteger o ativo de informações da empresa para garantir a continuidade dos negócios, minimizar os danos e reduzir eventuais prejuízos financeiros;  
  • Evitar que vulnerabilidades sejam exploradas ou que incidentes aconteçam no ambiente corporativo em ataques cibernéticos; 
  • Gerar senso de responsabilidade, reforçando a ideia de que todos os colaboradores são, sim, responsáveis pela segurança da informação;  
  • Preservar a confidencialidade, integridade e disponibilidade da informação; 
  • Desenvolver as habilidades necessárias para sinalizar comportamentos suspeitos, como e-mails de phishing, por exemplo;
  • Medir o engajamento e as mudanças de hábitos dos usuários em relação a boas práticas de proteção de dados;
  • Manter compliance, com boas práticas, normas e legislação que exigem capacitação constante de usuários em cibersegurança.

A circular 043/2022, que constituiu o grupo de trabalho específico para segurança cibernética, trata das ações de capacitação.  O programa é estruturado em campanhas, e todas com o objetivo de nivelar os conhecimentos e aumentar o nível de conscientização em segurança da informação na Companhia. 

As campanhas são criadas de acordo com o conteúdo a ser disponibilizado para o público-alvo. Alguns grupos definidos são: empregados e estagiários; gerentes; teleatendentes da central telefônica da Copel Distribuição; empregados de tecnologia de operação da Copel Distribuição e da Copel Geração; viajantes frequentes, entre outros. 

Em 2022, o programa desenvolveu 5 campanhas de treinamentos para 100% dos empregados, com as seguintes temáticas:  senhas seguras, redes sociais e senhas fortes, phishing e incidentes, dispositivos móveis, phishing e pesquisa.

Programa de Educação para a Sustentabilidade 

O Programa EducaODS é uma iniciativa da Copel que tem por objetivo consolidar as ações em prol do cumprimento da Agenda 2030 e dos Compromissos Voluntários assumidos pela Companhia, vinculando-as ao seu Referencial Estratégico e aos seus valores organizacionais.

O EducaODS desdobra-se em ações de todas as subsidiárias da Copel, alcançando também as iniciativas que tratam da disseminação de informações para partes interessadas sobre a relação da Copel com os ODS.

O foco é o estabelecimento de diretrizes, sensibilização, divulgação, monitoramento das metas e engajamento das partes interessadas nas ações, fortalecendo a gestão, a cultura e a educação para a sustentabilidade.

O Programa se inter-relaciona por meio de diversas ações com outros programas de sustentabilidade (ESG), como o de Mudanças do Clima, Ecoeficiência, Gestão de Resíduos, Cultivar Energia (Hortas Comunitárias), Diversidade, Acessibilidade e EletriCidadania (Voluntariado Corporativo).

Entre os objetivos do Programa, destacam-se:

  • Estabelecer diretrizes, sensibilizar, divulgar e engajar as partes interessadas nas ações relacionadas aos ODS, fortalecendo a gestão, a cultura e a educação para a sustentabilidade;
  • Contribuir para atingir os ODS prioritários da Copel e do SEB (ODS 4, ODS 7, ODS 8, ODS9, ODS11, ODS13), além do ODS 5, ODS 10, ODS 12, ODS 15, ODS 16 e o ODS 17. O ODS 4 pode ser entendido como um instrumento para disseminação do conhecimento em prol do desenvolvimento sustentável; 
  • Demonstrar o posicionamento em relação ao desenvolvimento sustentável em alinhamento à estratégia de geração de valor para a Companhia, o setor, o Brasil e o mundo;  
  • Elaborar e propor treinamentos e palestras sobre os ODS para a conscientização e sensibilização de todo público interno da Copel (incluindo a Alta Administração, Conselhos e Comitês), dos fornecedores e dos parceiros de negócio e demais partes interessadas. 
  • Contribuir  para que os empregados e Companhia como um todo, através das suas atividades principais, avaliem seus impactos, estabelecendo metas audaciosas e comunicando seus resultados de forma transparente;
  • Buscar melhorar o desempenho da Companhia nos indicadores ESG;
  • Representar a Copel em grupos alinhados a políticas públicas e movimentos voltados à promoção dos ODS, em consonância com valores e políticas da Companhia; e
  • Gerenciar as informações corporativas (relatos e questionários) e indicadores de sustentabilidade vinculados aos ODS. 

O Programa EducaODS contempla 100% do públicos interno, incluindo empregados próprios, terceirizados, estagiários, gestores e alta administração, bem como se estende e permanece disponível para fornecedores e clientes no Portal da Sustentabilidade

Um dos principais benefícios do Programa EducaODS para a Copel é a contribuição para a melhoria dos indicadores de sustentabilidade da Companhia, na medida em que os empregados e as demais partes interessadas aprimoram suas práticas.

Principais ações do Programa EducaODS em 2022:

  • ESG, ODS e Sustentabilidade – Webinar para fornecedores (05.10.2022);
  • ESG – Governança Corporativa, Social e Ambiental (data); link;
  • Oportunidades da Sustentabilidade (06.05.2022);
  • ESG – Sustentabilidade na Copel (data, link);
  • Palestra “Sustentabilidade” (19.05.2022);
  • Apresentação “Iniciativas ODS na Copel” para pesquisadores e estudantes (17.05.2022);
  • Palestra “Desmistificando a Governança” (05.10.2022);
  • Programa de Desenvolvimento de Lideranças Femininas (data, link); e
  • Palestra Ecoeficiência – Uma conversa sobre a Água” (data; link).

Programa de Desenvolvimento de Lideranças

O Programa foi concebido com base nos objetivos estratégicos da Companhia, reforçando o compromisso da empresa com o crescimento e o desenvolvimento de seus colaboradores e auxilia a identificação e desenvolvimento de potenciais líderes no momento de transformação da Copel em corporação.

Além disso, fortalece a cultura organizacional, preparando a empresa para a
sucessão de líderes-chave. Isso foi crucial para o momento da Companhia, em que a continuidade e a estabilidade de liderança são essenciais para o desempenho organizacional a longo prazo.
 

Realizado em colaboração com o Instituto Superior de Administração e Economia – ISAE FGV, focou no fortalecimento das habilidades de liderança e teve como público-alvo líderes formais e supervisores, contando com a participação aproximadamente 800 profissionais.

No escopo do programa, foram definidos seis temas prioritários a serem ofertados para escolha das diretorias na composição das jornadas, conforme as necessidades específicas de cada diretoria: Environmental, Social and Governance (ESG), Neuroliderança e Gestão de Equipes de Alta Performance, Inovação e Transformação Digital, Gestão por Indicadores de Resultados, Consolidação das Experiências do Programa (CEP).

Programa de Desenvolvimento de Lideranças Femininas 

Promover e incentivar a cultura da equidade de gênero e o papel da mulher no Brasil e no mundo é uma missão de todos. A Copel, reconhecendo os talentos que possui, desenvolveu o Programa de Desenvolvimento de Lideranças Femininas, iniciativa em consonância com o Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em especial o ODS 5 – Igualdade de gênero.  

A primeira edição do Programa ocorreu em 2022 e a segunda edição está acontecendo em 2023, com o objetivo de promover o desenvolvimento e a ascensão das mulheres nos próximos anos para que conquistem mais posições de liderança na empresa.  

O programa se inter-relaciona com o Programa EducaODS e é estruturado com base na metodologia Lean in Circle, desenvolvida por Sheryl Sandberg (diretora de operações do Facebook) a partir de seu livro “Lean In” (Faça acontecer, em português). 

A metodologia Lean in Circle trabalha a liderança feminina centrada em 5 pilares: significado, contexto, conexões, engajamento e energia. Os encontros são realizados com pequenos grupos que ao se reunirem aprendem a se desenvolver em conjunto, tanto na carreira como na vida pessoal, com foco na liderança e autoliderança. 

Na primeira edição do programa, em 2022, participaram 90 mulheres, entre gerentes e supervisoras.  

Quadro-resumo dos programas de liderança

PROJETODESCRIÇÃO DO PROJETOBENEFICÍOS DO NEGÓCIOIMPACTOS QUANTITATIVOS% FORÇA DE TRABALHO
QUE PARTICIPA DO
PROGRAMA
Programa de Desenvolvimento de Lideranças (PDL)Em 2023 a Copel iniciou um amplo programa de desenvolvimento da lideranças com objetivo de melhorar o desempenho dos líderes em suas equipes, agregando resultado para as pessoas e para a Companhia. Realizado em colaboração com o Instituto Superior de Administração e Economia – ISAE FGV, focou no fortalecimento das habilidades de liderança e teve como público-alvo líderes formais e supervisores, contando com a participação aproximadamente 800 profissionais. No escopo do programa, foram definidos seis temas prioritários a serem ofertados para escolha das diretorias na composição das jornadas:
• Jornada Gestores: Ambiental, Social e Governança (ESG); Neuroliderança e Gestão de Equipes de Alta Performance; Inovação e Transformação Digital; Gestão por Indicadores de Resultados; Consolidação das Experiências do Programa (CEP);
• Jornada Supervisores: Ambiental, Social e Governança (ESG); Ferramentas Básicas de Liderança; e Consolidação das Experiências do Programa (CEP).
O Programa foi concebido com base nos objetivos estratégicos da Companhia, reforçando o compromisso da empresa com o crescimento e o desenvolvimento de seus colaboradores e auxilia a identificação e desenvolvimento de potenciais líderes no momento de transformação da Copel em corporação. Além disso, fortalece a cultura organizacional, preparando a empresa para a
sucessão de líderes-chave. Isso foi crucial para o momento da Companhia, em que a continuidade e a estabilidade de liderança são essenciais para o desempenho organizacional a longo prazo.
Aumento de 32% na curva de
aprendizagem dos participantes. A mensuração foi realizada por meio da
percepção docente e da
aplicação de avaliação no início do ciclo do Programa,
para identificação de lacunas, e ao final do ciclo, para avaliar a
evolução dos participantes do PDL.
A média de satisfação dos
participantes foi
de 9,19 (considerando a escala de 1 a 10).
13,0%
Programa de
Lideranças
Femininas
Programa dedicado exclusivamente às mulheres, com o objetivo de propiciar um ambiente favorável à inclusão da mulher na liderança, por meio de ações que foquem na capacitação da liderança e na potencialização de uma cultura inclusiva, tendo como pilares:  promoção de ambiente equitativo; incentivo à inclusão na liderança em todos os níveis; e sucessão de forma aberta, flexível e diversa.
A primeira fase do programa, realizada entre 2022 e 2023, teve como foco os temas autoconhecimento e autoliderança. Todas as mulheres líderes foram convidadas a participar do programa, desde supervisoras até superintendentes. Ao todo, 135 mulheres participaram da primeira fase. A segunda fase do programa ocorreu no segundo semestre de 2023 e contou com 50 participantes. Os 8 encontros abordaram a busca da excelência, o alinhamento de foco, a inovação aplicada, a singularidade, a preparação para o futuro, a importância da escuta ativa e a fala assertiva e disciplina.
Além dos resultados previstos, o programa instigou a implementação de novas ações, como a criação da comunidade virtual “Entre Elas”, através da qual as líderes compartilharam suas habilidades e experiências; e um grupo de leitura com o objetivo de conectar e compartilhar ideias por meio da exploração de títulos que agreguem valor para a liderança feminina.

Pesquisas demonstram que empresas com diversidade de líderes apresentam maior retorno financeiro. Ao promover um ambiente equitativo e incentivar a inclusão de mulheres na liderança, a empresa fomenta a diversidade de pensamento e se beneficia de mais experiências e habilidades. Isso leva a uma maior capacidade de gestão de riscos e de inovação, já que diferentes perspectivas podem gerar soluções criativas e disruptivas para desafios comerciais. A iniciativa contribui para a construção de um mundo mais justo, equitativo e sustentável, tanto do ponto de vista empresarial (ESG) quanto do ponto de vista global (ODS). A empresa tem uma meta de aumentar em 40% a participação de mulheres em cargos de liderança (incluindo Conselho de Administração, Diretoria Executiva, Superintendentes e Assistentes de Diretoria) até 2025. Esta meta faz parte dos compromissos da Visão 2030 da Copel. Assim, o Programa de Lideranças Femininas também beneficia os negócios na medida em que gera valor e contribui para o atingimento da meta da Copel.

Fonte: https://www.mckinsey.com/featured-insights/destaques/adiversidade- importa-cada-vez-mais-o-valor-do-impacto-holistico/pt

Em 2023 houve o aumento de
2% de mulheres no quadro de
liderança total se comparado
ao ano de 2022.
1,33%

Retorno do Investimento em Capital Humano

O Retorno sobre o Investimento em Capital Humano demonstra a relação entre a lucratividade e os custos relacionados aos empregados da Companhia. Este indicador auxilia a gestão do Capital Humano e pode ser melhorado com práticas de desenvolvimento do capital humano voltadas ao aumento da eficiência dos processos e no aumento da geração de receitas. A Copel realiza o cálculo do ROI em Capital Humano utilizando a fórmula abaixo:

Receita Operacional Líquida – (Custos Operacionais – Custos com Empregados) / Custo com Empregados

Os dados referentes à receita operacional líquida, custos operacionais e custos com empregados estão apresentados no Relatório de Administração e Demonstrações Financeiras, e demais informações sobre as práticas relacionadas à gestão do capital humano estão apresentadas nos Relatos Integrados Copel.

Treinamento de Terceirizados

Os profissionais terceirizados de todos os contratos de prestação de serviço devem seguir, além das diretrizes da política, o Manual de Saúde e Segurança do Trabalho. 

Contratualmente, as empresas terceirizadas devem aplicar as orientações previstas no Guia de Orientações de Segurança e Saúde no Trabalho para as Empresas Contratadas e demonstrar desempenho satisfatório em relação à gestão da saúde e da segurança de seus empregados.

Antes de iniciarem as atividades, os empregados terceirizados passam por treinamento de Integração, no qual são abordados os riscos e os cuidados referentes à saúde e segurança para a execução das tarefas. 

Adicionalmente, para atividades de risco, são exigidos os certificados de conclusão dos treinamentos obrigatórios, conforme disposto das Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego, realizados por entidades externas.