A Biodiversidade e a Gestão de Riscos

Programa de Reposição Florestal

A biodiversidade tem papel essencial na manutenção do equilíbrio ecológico e do funcionamento dos ecossistemas. Alterações significativas na biodiversidade podem afetar a disponibilidade dos serviços ecossistêmicos, tais como provisão de água e de outros recursos naturais, regulação do clima global, regulação da erosão do solo, regulação da qualidade da água, polinização e ciclagem de nutrientes. Como exemplo de consequência, no âmbito dos negócios da Copel, as atividades operativas de geração podem ser impactadas pela indisponibilidade de alguns desses serviços – como a água e o vento para geração hidráulica e eólica respectivamente. 

Assim, a conservação da biodiversidade, seja evitando, reduzindo ou mitigando impactos, contribui para reduzir os riscos de escassez ou alteração de recursos dos quais a Companhia possua alguma dependência.  

Este é um dos motivos pelos quais os projetos de novos empreendimentos priorizam evitar o atingimento de áreas protegidas ou com alto valor para a biodiversidade. Sempre que identificada a existência de Unidades de Conservação ou outras áreas protegidas, são estudadas as possibilidades de realocação ou mudanças no projeto visando não afetar tais áreas. Nos casos em que realmente não é possível alterar o projeto, são adotados todos os esforços para minimizar tanto quanto possível os impactos negativos, potencializar os impactos positivos e são desenvolvidos programas compensatórios. 

Os estudos ambientais realizados nas diversas etapas do licenciamento ambiental incluem a caraterização e o acompanhamento das modificações da fauna e flora na área onde o empreendimento será inserido, as quais muitas vezes consistem em áreas pouco exploradas cientificamente. A partir disso, são definidos programas e medidas ambientais que busquem evitar os impactos, diminuir a intensidade ou compensá-los. 

Além dos riscos ao negócio a Copel também realiza ações para evitar riscos à biodiversidade, promovendo sua conservação. Para saber mais, clique aqui.