Copel reafirma compromisso com a neutralidade das emissões de carbono

Uma nova aliança global formada para conter o aquecimento do planeta foi lançada no Brasil nesta segunda-feira (28), em um evento que contou com a participação da Copel entre as empresas compromissadas com as metas de curto e longo prazo para a neutralização das emissões de carbono. A campanha Race to Zero reúne iniciativas financeiras de todo o mundo comprometidas em acelerar a descarbonização da economia, com uma soma de US$ 130 trilhões de capital privado engajado.

As articulações para a formação desta rede iniciaram em abril de 2021, no contexto dos preparativos para a 26ª Conferência sobre Mudança do Clima das Nações Unidas (COP-26). O lançamento no Brasil foi uma promoção da Aliança Financeira de Glasgow para a neutralidade do carbono (GFANZ), em parceria com a Embaixada Britânica no Brasil.

O evento foi realizado em São Paulo, e contou com a participação do presidente da COP-26, Alok Sharma. “Este é um evento-chave, pois é a primeira vez na América do Sul que temos um encontro focado em economia verde. Isto é importante não só para o meio ambiente, para o nosso crescimento, mas o futuro de nossos filhos e netos depende disto”, afirmou Sharma.

O diretor de Governança, Risco e Compliance da Copel, Vicente Loiácono Neto, esteve presente ao evento, reafirmando o compromisso da empresa com a temática de mudança do clima. “A Copel busca avançar a passos firmes na agenda ESG, e tem direcionado esforços na inserção do tema mudança do clima em seu planejamento. Este evento permite identificar avanços e oportunidades relacionados a uma economia de baixo carbono, com a participação de instituições financeiras e empresas de diversos setores”, explica.

No ano passado, a Copel elaborou o Plano de Neutralidade de Carbono, que resultará na redução de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e na compensação de emissões residuais até 2030 para os ativos sob controle operacional da Companhia.

A empresa conquistou ainda, nos dois últimos anos, o mais alto nível de certificação do Programa Brasileiro GHG Protocol. Esta é a principal ferramenta usada no país para entender, quantificar e gerenciar as emissões de gases de efeito estufa (GEE) de uma organização.

O presidente da COP-26, Alok Sharma, e o diretor de Governança, Risco e Compliance da Copel, Vicente Loiácono Neto
Compartilhe:

Veja também